Tailândia – Experiência VIII – Ping Pong Show

Tailândia – Experiência VIII – Ping Pong Show

A ida à Bangkok não podia passar sem a experiência de ir a um show de Pompoarismo. Fora da lei, proibido, disfarçado.

Nos informamos, contratamos um táxi que nos levou não sei aonde pois não tinha letreiro e não conseguimos ler o nome da rua. Pouco importa. Importa a experiência.

Na entrada quatro homens sentados em uma fileira de cadeiras analisando a entrada de pessoas pouco a pouco, bem discretas. Em uma recepção que parecia mais com a entrada de um prédio bem velho, um senhor controlava e cobrava a entrada.

Nos indicaram uma porta à direita, entramos. Eram 8 PM.

Um lugar escuro, do lado esquerdo um bar, no centro um palco com quatro barras que iam até o teto. Uma mulher se movimentava ao som de uma música pop rock bem atual. Em toda a volta do palco cadeiras e pequenas mesas vazias, poucas pessoas no ambiente que lotou no segundo round do show, umas 9h30 PM. Placas de proibido fotografar, filmar e usar celular. Disfarçadamente e estrategicamente colocados algumas mulheres e homens ficavam de olho na platéia.

O show acontecia de uma maneira não muito profissional ou milimetricamente programada, digamos assim. O tema exige concentração e leva tempo. Uma mulher por vez subia e apresentava seu número.

A penumbra deu o clima do local, os números e o fato de não poder registrar faz com que o mistério aumente.

Sugiro que vá conferir, vale a pena.

O Erik só olhava pra mim e dizia: “Não acredito que estou em um lugar desse com você!!”. Coisa de brother, né Erik? Rs…

saindo do show

  1. Se existe alguma expressão para definir este episódio, realmente tem que ser: “coisa da brother”!!!
    Saudades de vocês. Keep on moving!
    Erik “The Uncle” Pineda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

83 − 73 =