To have a safe journey

To have a safe journey

Fomos extremamente alertados sobre como seriam nossos dias no Tibete, ainda não sei dizer se isso fez nos apaixonarmos ainda mais por tudo o que vimos.

O alerta era para um povo “duro”, vindo de uma cultura comunista que não fala de política e a quem se deve ter muita paciência e manter o respeito mesmo que não seja recíproco e nunca, nunca perguntar de política.

Será que podemos chamar o que vivemos de sorte?

Ao pisarmos no aeroporto e passarmos pela imigração o guarda foi gentil, nos sorriu. O primeiro contato com nosso guia foi leve, fácil. A primeira, segunda, terceira caminhada por Lhasa foram encantadoras: sorrisos, bons olhares, “hellos”, “his”, por pura curiosidade de uma mínima troca de cultura, outras vezes um pedido de conversa em inglês “to practice”. Uma curiosidade que não fere, mas que agrega. Uma gente doce, um contato positivo.

A chegada ao Tibete, a entrada no hotel, a saída para uma viagem são sempre envolvidas por um cachecol de seca branco. Envolvidas literalmente eu quis dizer. Antes mesmo de entrarmos no carro do guia no aeroporto, ele nos estendeu um cachecol de seda branco, colocando um em mim, um no Guto nos explicou que é tradição no Tibete recepcionar as pessoas com estes cachecóis para desejar uma “safe journey”.

Uma tradição sutil que com um pequeno gesto nos aproxima de quem nos coloca e nos abraça por um tempo.

Passamos três dias em Lhasa, a capital do Tibete. Lá mesmo já tivemos a oportunidade de ver o que pra mim é demonstração verdadeira de fé (o que todos me disseram que eu encontraria na Índia, encontrei aqui!).

No total foram sete dias de Tibete: Lhasa, Gyantse, Xigatse, Tingri e Zhangmu. Cidades escondidas no meio do Himalaia com paisagens impressionantes! Visitas a inúmeros monastérios com direito a presenciar algumas práticas budistas e cerimônias ao som de cantos, regadas a chá, com a presença de monges. Uma tarde de exercícios de concentração seguida de uma reza em voz alta em volta do mestre. O toque triplo de sino ao entrar em um templo para com este gesto ser protegido por Buddha. E ainda momentos curiosos do lado de fora ao ver homens e mulheres cantando e trabalhando, quase dançando, ao ritmo de uma música cantada por eles intercalando vozes e movimentos de grupos de trabalhadores. Quase um número musical.

Na rua gestos explícitos de fé. Todo dia às 17h30 começa a volta ao redor do Templo. Um mercado que circunda o templo com 2 km de extensão parece mais o palco de uma passeata. Pessoas dão voltas ao redor do templo, sempre em sentido horário, munidas de suas “prayer wheels” (um objeto que muitos carregam em suas mãos, que contêm uma reza dentro e é sempre girado no sentido horário ao mesmo tempo que é falada a frase OM MANI PADME HUM). Outras num gesto repetitivo juntam suas mãos em dois momentos frente ao rosto, em seguida apóiam no chão e deslizam o corpo para frente. Deitadas estendem suas mãos, em seguida apóiam no chão novamente e voltam à posição inicial, pois assim rezam de forma completa: com a voz, o pensamento e o corpo. E, com certeza mais vagarosamente, dão a volta ao redor do Templo.

O Everest como pano de fundo se junta em alguns momentos as “good luck flags”, marca do budismo que está em todos os lugares por onde passam, onde desejam proteção, quando uma pessoa importante vai chegar, quando o lugar é sagrado. Cinco bandeiras: branca, azul, verde, amarela e vermelha. Cada uma com um significado respectivamente: ar, água, meio ambiente, terra e fogo.

Uma país comunista, calado, um pouco vazio, um tanto quanto angustiado por viver sob o comando da gigante China. Uma cultura cheia de história, tradições, mas que não perde a sutileza do cachecol branco.

LHASA

GYANTSE

XIGATSE

TINGRI

  1. Querida Ro, acabo de ver as fotos do Tibet, e estou aqui, respirando com calma essa brisa sagrada que acabou de me tocar! De fato as imagens parecem de um lugar acolhedor, mágico e de pessoas gentis, sorridentes e muito, muito espiritualizadas.
    Obrigada por nos oferecerem tudo isso.
    Do lado de cá tudo lindo! Tenho uma sementinha crescendo dentro de mim. EStamos radiantes! Muitos beijos
    Laura

  2. Ro Que delicia acompanhar vcs é ter a impressão que  estamos viajando juntos. As fotos estao lindas, até o Guto esta bonito!rsrsr, vc linda e sorridente como semper e como eu adoro.Continue contando e aproveitando.bj

  3. Que oportunidade linda vcs estao tendo de fazer essa viagem. As fotos e o texto sao maravilhosos. Nao posso imaginar viver isso. Aproveita! Bjs, Camilla

  4. aiai… que animal! todo mundo dos comentários ja lfalou…mas eu tb quero falar: cada foto! (comentario serve para esse e para o outro texto)
    adorei essa historia de cachicol branco…
    adorei tudo!
    ps: o (entre parenteses) tá engraçado… e sim, eu cozinharia ali! haha!
    beijos!!!

  5. fiquei sem folego com as imagens do Tibet. Ver tua felicidade, palavras doce….
    Estou sem palavras. Puro deleite e gratidao por tudo que temos!
    E eu, por ter voce!
    Te amo!

  6. Que legal! Adorei receber o e-mail realmente estava há tempos sem dar uma olhada por aqui!
    As fotos estão muito legais e vcs parecem muito felizes! Que bom!
    Estarei em bali na primeira semana de julho… quem sabe a gente não se encontra!!
    O Pilates continua por aqui… espero que vcs tenham tempo de passar para dizer um oi na volta!
    Bjo
    Re

  7. Rosita, confesso meu primeiro acesso ao blog, ADOREI!!
    Gostei de ler, gostei de ver, as fotos sao pura arte. Muito legal voces mostrarem estes lugares acho que nunca veriamos a olho nu.
    Bjs Ro

  8. Oi lindos. Lindos de verdade, respirando paz e alegria. Estou de volta e encantada por saber que vocês estão tão felizes. Eu me encantei com as fotos, os comentários tão lindos sobre a fé desse povo. A riqueza do Tibet filmado pelo Brad Pitt com a realidade delicada mostrada por vocês. Achei o maximo o lance do cachecol como prova de amor e amizade. Beijos e carinhos. Lucia

  9. Mas algumas poderiam ser..
    que delícia poder conhecer o mundo através dos teus olhos,
    e palavras que resumem tão bem, intensa, linda e delicadamente
    tudo isso que imaginamos do lado de cá..
    Beijão e obrigada por dividir isso tudo!!!
    Pushya

  10. Seu blog esta incrivel. As fotos entao nem se fala, ler seu texto me deu saudades de sentarmos todas para vc poder contar suas aventuras.
    Fui para Grecia (Athenas, Mykonos, Santorini) e Istambul depois Fortaleza e semana que vem vou para Londres e Paris… nem se compara ao seu roteiro mas da para se divertir.
    Vou tentar visitar a Dani. 
    Bom estarei pela Europa ate agosto se voces forem passar por perto (mesmo que nao tao perto ) mas um lugar facil de eu chegar me falem e eu encontro vcs.
    Aproveitem cada minuto. bj 
    K

    1. oi ka,
      que bom saber de vc!
      vc vinha visitar! desistiu? mudou a rota? que delicia estas viagens todas!!! vai me contando tudo e quando eu voltar vamos fazer esse encontro pra todas contarmos nossas aventuras.
      beijos

  11. Ro, vc recebe minhas mensagens … eh tanta coisa no seu blog que eu ja nem seu mais onde foi que eu escrevi… mas esta tudo o maximo… milhoes de beijos
    K

  12. Nossa Rô, que lugar mágico. Vc conseguiu passar tudo deste país em seu lindo texto. Parabéns pela sensibilidade.
    Beijossss Cy 

  13. Oi casal!!!! Que delicia ter noticias de vcs!!! tenho entrado sempre, ávida por noticias e fotos de lugares incriveis como Katmandu e Tibet.
    Mas tenho percebido que vcs nao tem escrito com tanta frequencia… é isso mesmo? Ou sou eu que estou com tanta saudades de vcs que entro todo dia no site procurando novidades do casal adventure e nao acho?
    Ro, espero que vc ja esteja se sentindo menos suja depois das experiencias banheristicas da india… eu teria a mesmissima sensação que vc….
    Bom queridos… estou acompanhando vcs sempre!!! Um beijo enorme com muitas saudades!!!
    Le

    1. oi lele!!!
      saudades de vc!
      vc esta certissima… temos escrito pouco…. a conexao anda escassa…
      coincidencia: hoje pensei taaaanto em voce!!! fomos a uns lugares que sao a sua cara, que vc teria amado! e ja ia te mandar um e-mail mesmo!!!
      continue entrando aqui sempre, logo logo vamos postar Butao e Myanmar!
      beijo grande!!!!!!!!


  14. que fotos lindas!!!! show……..ficará mesmo para sempre…experiência incrível….saudades….o Luca ontem pegou o prta retrato e foi falando pessoa a pessoa…ele não esqueceu de vcs!!!
    Beijão em vcs dois…
    Zizo

  15. oi Ro e Guto,
    Lindas as fotos, curtam cada segundo…
    Por aqui ta td otimo, mas estou c saudades, Cabelo nao vai dormir em pe!!!
    bjs
    Fa
    (beijos do Luca e da pequena q ainda nao tem nome)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

75 − 71 =