Cuidados básicos

Cuidados básicos

ALIMENTOS

Água
Hidrosteril – para colocar na água
2 gotas para 10l água – para beber
ou
Clor-in – pastilha de cloro para purificar a água
ou
Canudo life straw – canudo purificador de água
Ferver água
Beber só água de garrafa
Não tomar gelo
latinha só com canudo ou limpar bem a boca

Carne
Mal passada ou cru: não!

Comida na rua
Comer sempre onde tem mais gente, a rotatividade da comida é maior

DOENÇAS
Tratamento bactéria
Se tiver febre – procurar médico
Tomar muito líquido

Malária
Não tem vacina – tomar profilático
Doxiciclina (nacional) + efeito colateral – começar 2 dias antes da viagem, tomar durante a viagem e, 40 dias na volta
ou
Malarone (importado) – efeito colateral – começar 1 dia antes da viagem, tomar durante a viagem e, 7 dias na volta

Sintomas:
Febre, dor de cabeça, dor no corpo
Não dá dor de garganta, nem problema respiratório
Mosquito pica no amanhecer e entardecer

Febre amarela
Tem vacina

Dengue
Não tem vacina
Mosquito pica qualquer horário

Repelente
Levar repelente (chamado exposis) e mosquiteiro

Raiva
Evitar mexer em cachorro, gato, macaco e morcego
Procurar médico e fazer profilaxia na hora!!
Lavar na hora com água e sabão

Ferida de cobra
Trilha, caminhada – sapato alto
Só lavar com água e sabão, não deixar que façam nada

VOOS
Voos longos – beber bastante água e se movimentar no avião

 

  1. Mefloquina – Este agente antimalárico, que se toma uma vez por semana, é altamente eficaz e, para os que já o tomaram anteriormente sem que tenham aparecido efeitos secundários, continua a ser um profiláctico antimalárico muito útil. Os doentes que tenham sentido anteriormente efeitos secundários significativos ou que tenham uma história passada de doenças psiquiátricas ou epilepsia não o devem tomar. Aproximadamente um em cada 150 novos utilizadores sofrem um efeito secundário significativo que impede o decorrer normal da vida quotidiana, enquanto existe uma probabilidade de 1 em 10 000 de surgirem efeitos secundários graves que levem a hospitalização, incapacidade permanente, ou mesmo à morte.

    1. Oi Tati,
      Sobre seu post.
      Conversei hoje com a médica do HC sobre Mefloquina. Ela desaconselhou.
      Motivos:
      – o Malarone, que vamos tomar, tem muito pouco efeito colateral.
      – o Mefloquina por ser tomado 1X por semana é mais forte, dá mais efeitos colaterais e fica mais tempo no sangue. O que significa que se o mosquito te picar ele pode criar resistência ao remédio, pq o remédio é absorvido pelo mosquito através do sangue. O remédio perde a eficácia.
      Nas regiões que vamos, onde vamos tomar profilático, ele não é eficaz: Laos, Myanmar, África.
      Porque seus amigos tomaram profilática na Índia?? Não vamos tomar.
      Obrigada pelas dicas de qualquer forma.
      bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

85 − 82 =